Quem sou eu?

Minha foto
Belo Horizonte, Minas gerais, Brazil
"Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos." (Saint-Exupéry) Uma pessoa comum, fora do normal. Sou mais do que as pessoas pensão e menos que elas esperam. Posso ser um rei, um carrasco, mendigo. Mas sou apenas eu mesmo, sem muita coisa, apenas o bastante pra cativar as raposas ao meu redor, e me permitir ser cativa-do pela mesma.

Estrela Cadente


Hoje o meu dia foi corrido, assim como todos os outros, a monotonia e o desespero podem acabar com qualquer ser humano posso lhe garantir isso. Mas sejamos racionais, pois isso tudo faz parte da vida, o cotidiano e a rotina andam sempre do mesmo lado, se conseguir separar os dois, podem conseguir grandes coisas. Mas bem, com tanto sono resolvo deitar a luz da lua, o sono vem tão de vagar, que posso ate mesmo ouvir os grilos, os insetos e as pequenas abelhas a produzirem seu precioso mel. Olhe o que é aquilo cortando o céu? Será mesmo que é o que estou imaginando? Por via das duvidas irei fazer logo o meu pedido a esta estrela cadente.

Mas que depressa lhe peso que retire tudo isso de mim, o cotidiano, a rotina e assim por diante. Acordo desesperado, pois estou atrasado pro serviço, mas calma acabei de reparar aquele pedido foi mesmo atendido, não tenho hora pra fazer nada, irei trabalhar se quiser, meu almoço não será na hora certa e se mesmo pensar irei passear pelado na rua hoje. Os dias passam o que era pura e única diversão, se puderem acreditar virou rotina, acordar todos os dias no horário que bem entender já não é tão bom quanto da primeira vez, em um dia estou gordo e o outro magro, isso tudo esta acabando comigo, pois não tenho mas uma alimentação adequada. Já não tem, mas graça andar nu pelas ruas, afinal todos fazem isso agora. Começo a me desesperar tudo que eu mais queria agora é verdade, e esta me deixando fora de mim, tudo que pensei em ser a melhor coisa, agora são as piores.

Mas eu sinto uma pequena gota de água, e em um só pulo me vejo a levantar e correr pra dentro, pois a chuva já molhou tudo que podia. Posso sentir de novo a alegria e desespero do verdadeiro cotidiano. Em vez de ficar chateado do pulos de alegria, pois sei que amanha tenho horário certo pra levantar, comer, tomar banho, dormir e assim por diante. Sei que se quiser mesmo qualquer dia desses posso dar um de louco e acordar a hora que quiser e fazer do dia o que bem entender, mas sem ter a obrigação de fazer a mesma coisa todos os dias, tudo de mais sempre é ruim, e nada disso seria diferente, agora deixo meus desejos pra momentos especiais e não quero transformá-los em obrigação. Agora é melhor parar já esta tarde e amanha acordo cedo pra trabalhar.

2 comentários:

  1. É.. nem sempre estamos satisfeitos com o que temos, queremos desfazer a rotina e depois de desfeita, sentimos falta dela... Feito pra refletir, como sempre. beijão!

    ResponderExcluir
  2. Texto mara como todos os outros .

    ResponderExcluir