Quem sou eu?

Minha foto
Belo Horizonte, Minas gerais, Brazil
"Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos." (Saint-Exupéry) Uma pessoa comum, fora do normal. Sou mais do que as pessoas pensão e menos que elas esperam. Posso ser um rei, um carrasco, mendigo. Mas sou apenas eu mesmo, sem muita coisa, apenas o bastante pra cativar as raposas ao meu redor, e me permitir ser cativa-do pela mesma.

A toast to the beginning

No meio da escuridão não consigo ver seus lindos olhos, apenas ouço um choro que não tem fim. Sei que você esta ai, sei dos seus sonhos e desejos. Mas por que reprime os seus sentimentos? Por que acha que sempre vai fazer alguém sofrer? Olhe-se e me diga o que realmente consegue ver nesse espelho sujo? Sei que por mais sujo que esteja o que importa é o que sente de verdade.

Posso compartilhar com você sua dor? O chão esta frio, diferente do seu corpo. Não consegue ver que não é errado amar alguém? O que é errado é usar de coisas baixas pra conseguir esse amor, mas sei que você nunca seria capaz de ferir, magoar, pisar em alguém só pra conseguir o que deseja. Pare de chorar e olhe quem vem ao seu encontro, sim é ele. Estique os braços, segure firme, sinta seu abraço e sua palavra doce ao seu ouvido dizendo que por mais que aconteça e por mais que não sinta a mesma coisa por você sempre será a pessoa mais importante pra ele, que vai te amparar, te proteger, te segurar se resolver cair.

Acho que os dois ainda têm muito pra conversar, vamos dar um tempo pra eles. Seus olhos brilham quando se encontram. O amor não tem explicação, não tem forma ou cor. O final dessa historia conheço bem, ou melhor, o começo, pois pra todo final tem um começo.

11 comentários:

  1. Eu gosto da forma como você conduz, do que parece soturno, a luz. Não precisa de mais comentários.. Você vem amadurecendo tanto na escrita que seus textos se justificam sem maiores explicações.. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. tudo na vida tem sua hora...começo meio e fim...
    belas palavras do blog...

    ResponderExcluir
  3. è vc mesmo quem escreve os textos?
    Pô, perfeito.
    Me comove ver ainda um homem tão sensivel e romântico, o que é de causar grande admiração.
    Bem, estou aqui seguindo, já virei fã.

    Depois dá uma passadinha no meu para conhecer e comentar também?
    Vou ficar muitoooo feliz.

    http://maniasdadiva.blogspot.com/
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto, meus parabéns.
    realmente pro amor não setem uma explicaçao ^^

    E obrigado pelo comentário em meu blog ;)

    ResponderExcluir
  5. alguns trechos desse seu texto me fez lembrar Deus, um amor tão puro...


    http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/visita o meu blog? me dá esse prazer vai ;)

    ResponderExcluir
  6. Hahaha...concordo com esse pessoal todo!

    Vc amadureu guri!

    Uau!fico felizzz
    Já te disse pra voltar a estudar neh!!!!!
    A arte da escrita tende a ser lapidada a medida que se vai descobrindo coisas novas.E só se descobre novas coisas estudando. É muito bom saber da existência de tanta sensibilidade em você,fico feliz, e espero ver melhoras.Não existe perfeição na literatura.E é justamente por isso que ela se tornou tão atrativa pra mim e pra outras milhões de pessoas.Por ser subjetiva!Viva com ela e pra ela.Não sei se isso é pedir demais,mas é o que tenho feito hahaha(e comece lendo ''Aqueles dois'' do Caio Fernando Abreu)Já indiquei à anos-luz neeehhhh .
    Pessoas como você se apaixonam pelos detalhes das coisas.Pessoas como você tem mesmo é que escrever.rsrs.pra desatolar a alma.Vomitar de um só vez a dor que foi guardada durante semanas...

    escrever às vezes é tão triste e doce ao mesmo tempo.Já reparou?
    Começo hoje a lhe seguir e quem sabe...comentar!

    Luz!

    De uma grande amiga... gabi^^

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog, lindo texto =)
    Ah o amor....

    Sucesso!

    www.equemnaoamaviajar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Belo texto cara. Muito bem escrito.

    ResponderExcluir
  9. legal a ideologia do blog, uma dia terei paciencia pra escrever tudo isso... apesar que nao precisa só ter paciencia e sim um pouco de sabedoria... mto legal... abraços

    ResponderExcluir
  10. O narrador muda de ponto de vista, aborda-nos e aponta; isso é interessante. Um brinde, sim, aos começos nosso de todos os dias -- sempre! Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir