Quem sou eu?

Minha foto
Belo Horizonte, Minas gerais, Brazil
"Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos." (Saint-Exupéry) Uma pessoa comum, fora do normal. Sou mais do que as pessoas pensão e menos que elas esperam. Posso ser um rei, um carrasco, mendigo. Mas sou apenas eu mesmo, sem muita coisa, apenas o bastante pra cativar as raposas ao meu redor, e me permitir ser cativa-do pela mesma.

Nossa Cidade


Hoje me deu uma vontade louca de ver a cidade do alto, acordei cedo me arrumei todo, peguei o celular, olhei os nomes a procura de alguém pra ir comigo, olhei e olhei e já sabia a resposta de cada um deles. Guardei novamente o celular esse momento era só meu e não queria ser incomodado. Andei por horas a procura de um lugar bom e agradável de ver a cidade. Depois de muito tempo já com a lua no céu, achei um lugar perfeito. Era bem alto e distante de tudo e de todos. Parei, sentei e comecei a olhar.

Olha as belas luzes dessa cidade maravilhosa, são tantas que não sei pra qual olhar. Mas derrepente no meio de tantas luzes vejo uma pessoa correndo rápido, e segundo depois um monte de policiais atrás, era um bandido que tinha acabado de matar um garoto. Tento esquecer aquela cena e olho pra outro lugar da cidade, mas olhem é melhor fechar os olhos dessa vez, ali bem no cantinho vejo um rapaz que com certeza deve ser filho daquela senhora que ele acabo de espancar e colocar na beira da rua, coitada sozinha e chorando esta vagando pela rua,depois disso vem uma lágrima em meus olhos. Mas pra melhorar vejo o outro canto da cidade, crianças usando o escuro da noite para brincar, uma se esconde ali, outra aqui, veja onde aquela esta. Derrepente um choro me chama atenção vejo um velhinho saindo do banco, e outras pessoas más o seguindo, coitado dele não sabe que vai ser roubado e espancado por rapazes que aparentam ter de tudo nessa vida e que não precisava fazer isso. Um casarão me chama atenção olha ali, nunca vi casa mais linda que essa. Muitos quartos, vários empregados e tudo do bom e do melhor. Veja essa mesa repleta de doces, frutas, salgados, caviar, vinhos de séculos, tudo que você pode pensar. O final de tal mesa pode ser visto uma pessoa solitária e rancorosa sem ninguém pra dividir tudo isso. Mas olhe ali do lado a mesinha dos empregados, é muito simples, mas esta repleta de felicidade todos juntos a sorrir e a brincar, esses mesmo que irão tirar aquela enorme mesa quando o solitário se cansar de olhar.

Já cansado de tanto olhar me deito e fico a admirar o luar, olhe a lua parece estar tão sozinha e distante, mas que nada olhe de novo, milhares de estrelas ao seu redor, ela esta feliz, pois tem com quem brincar, apostando corridas vejo uma estrela cadente a corta o céu pra se mostrar, enquanto as outras muito tímidas ficam quietinhas do lado da lua somente pra aproveitar. Sem querer pego no sono e acordo com a luz do sol a me esquentar. Já um pouco triste de tudo que vi na cidade aquela noite penso muitas vezes antes de abrir os olhos. Mas não tem outro jeito tenho que olhar, meus olhos se enchem novamente de lágrimas, tantas crianças a correr e brincar sem se importar com o lugar, e as maternidades cheia de crianças prontas pra chegar. Sorrisos e lágrimas de alegria eu posso ver naquele lugar. Meu coração se enche de alegria, pois sei que ainda há esperança pro mundo melhorar.

Um comentário:

  1. Lindo e delicado. Parece que você teve a privilegiada visão do mundo que só Deus pode ter. Ver tudo do alto... ter consciencia de tudo o que é belo e de toda a maldade humana. Fez lembrar Charlies Dickens em "Os Fantasmas de Scrooge".

    Tenho percebido uma melhora impressionante na forma com que você escreve, brigadeirinho. Parabeeeens!

    ResponderExcluir